Uma das principais forças do design é o seu imenso potencial de transformação. E em um mundo em que ansiamos por soluções efetivas para novas e velhas questões, a inovação está em evidência.

Assim como o empreendedorismo, a inovação é um meio para realizar entregas de valor que satisfaçam os desejos e necessidades dos clientes internos e externos. Em conjunto, empreendedorismo e inovação criam ou modificam produtos, serviços, tecnologias e processos, com soluções que ultrapassam padrões estabelecidos e impactam o contexto em que são aplicadas. 

Jardins da Baía como parte da inovação na construção civil.
Os Jardins da Baía (Gardens by the Bay) – o maior parque de Singapura e uma obra prima da arquitetura que valoriza a natureza.

Inteligência artificial em múltiplos ramos

Atualmente, a inteligência artificial faz parte do nosso dia a dia. Ela é um ramo da ciência da computação que se propõe elaborar dispositivos que simulem a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas – enfim, de ser inteligente. É simples: quando Instagram, Netflix, Youtube ou Spotify recomendam produtos, filmes, vídeos ou músicas, eles se baseiam nas suas conversas e últimas buscas. Essa técnica de inteligência artificial está baseada no seu interesse. 

Outro exemplo são as compras online. Quando você adquire determinado produto – desde uma televisão, até uma camiseta – uma ferramenta analisa seu comportamento de compra e identifica, por meio da análise de certas características ou do uso de determinadas palavras, quais mercadorias poderiam ser do seu interesse. Na construção civil não é diferente.

A inovação na construção civil oferece tecnologias que facilitam a elaboração de grandes projetos. Em um setor altamente competitivo, incorporar soluções livres de falhas e no menor prazo estabelecido aumenta o ganho de credibilidade, otimizando os processos.

Uso de drone na construção civil
Uso de tecnologias, como o drone, para construção civil como ferramenta de análise e acompanhamento técnico da durante e após a obra.

Inovação impulsiona cultura na construção civil

O mercado de construção civil nota as mudanças comportamentais dos consumidores e da sociedade. O uso de aplicativos, softwares, drones, realidade aumentada e compartilhamento de dados são algumas das tecnologias usadas em obras em todo o mundo. O avanço desses recursos ajuda o ganho de qualidade e rapidez nas construções, e também reduz custos. 

Para manter a competitividade, é preciso usar inovações tecnológicas que podem eliminar o desperdício da obra, do tempo e do custo total. A redução de desperdício é ainda sustentável, pois, se está ligada à otimização, consequentemente também diminui o prejuízo ao meio ambiente. 

PZ Ecomall em Balneário Camboriú
PZ Ecomall em Balneário Camboriú é um exemplo de inovação modelo de construção civil que coloca a sustentabilidade e o bem-estar em primeiro lugar.

E a sustentabilidade na construção civil não é mais uma meta para o futuro, e sim uma necessidade atual. Afinal, segundo dados do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, a construção civil é responsável pela emissão de quase 40% do CO2 do planeta. As práticas sustentáveis são cada vez mais cobradas pelos clientes e pela sociedade.

Sendo assim, o consumidor consciente vai buscar cada vez mais informações e empresas inovadoras como a PZ Empreendimentos, que considera esses aspectos ambientais, sociais e econômicos de extrema importância. A incorporadora acredita nesses parâmetros que atestam a eficácia em edifícios. São itens como: eficiência energética, utilização de água, emissão de carbono, produção de resíduos e impactos sociais.

Escrever um comentário

Pin It